Bombeiros

Liga dos Bombeiros desafia ANPC a revelar casos “menos transparentes”

O presidente da Liga de Bombeiros Portugueses desafiou o presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil a divulgar casos "menos transparentes" que conheça.

Jaime Marta Soares, presidente da Liga de Bombeiros Portugueses

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O presidente da Liga de Bombeiros Portugueses (LBP), Jaime Marta Soares, desafiou nesta terça-feira o presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) a divulgar casos “menos transparentes” que conheça, lamentando “decisões baseadas na emoção”. “Se o presidente da ANPC disse isto, é porque tem conhecimento de algumas situações que não são transparentes ou são menos claras”, disse à agência Lusa, explicando que a emoção não se pode sobrepor à razão na tomada de decisões.

O presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), general Mourato Nunes, anunciou hoje, no parlamento, um reforço das ações de auditoria e de fiscalização aos corpos e associações de bombeiros voluntários. “Na persecução de um objetivo de rigor, transparência e isenção que deve pautar a atuação da ANPC, em particular na vertente da concessão de apoios aos corpos de bombeiros e associações humanitárias de bombeiros, será reforçado o número de ações inspetivas às referidas entidades e constantemente promovidas ações de auditoria interna”, disse Mourato Nunes.

Marta Soares desafiou o presidente da ANPC a divulgar casos que conheça e nos quais baseou a sua decisão de aumentar as fiscalizações aos bombeiros voluntários. “Desafio já o presidente a dizer em que fundamenta e se baseia. Se o faz é porque tem a certeza que há necessidade de o fazer. Quero que dê a conhecer os casos que conhece e que sabe que estão envolvidos em ilícitos, para que nós próprios reforcemos toda a nossa intervenção de clarificar e pormos fim a esta situação”, salientou.

O presidente da LBP salientou que caso não o faça, as suas palavras “são especulativas e querem dar respostas ao imaginário”, não se baseando em factos concretos e objetivos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site