Harry Potter

Harry Potter tem uma nova história escrita por inteligência artificial

"Harry Potter e o Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza" foi gerado por um algoritmo de previsão de texto que 'tirou' os olhos a Harry e pôs Ron Weasley a dançar sapateado.

Os fãs de Harry Potter podem rejubilar: a história do feiticeiro mais famoso do mundo tem um novo capítulo. Contudo, há um senão: esta nova aventura, intitulada “Harry Potter e o Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza” não foi escrita pela autora original, J.K Rowling, mas sim por uma inteligência artificial. O resultado é uma história estranhamente mágica.

A história é responsabilidade da Botnik, uma comunidade em que escritores, artistas e programadores “colaboram com máquinas para criar coisas estranhas e novas”, dizem no seu website. O estúdio, explica o The Verge, pôs um algoritmo a ‘estudar’ os sete livros da saga Harry Potter para que pudesse ele próprio escrever um capítulo da história do mágico. O produto inicial era confuso, mas os escritores da Botnik ajudaram a construir o texto para tornar a leitura mais inteligível. O estilo de escrita da IA é semelhante ao de Rowling, mas a história é mais digna de um sketch de humor ‘non-sense’ e ‘pythonesco’ do que do universo Harry Potter.

Em “o Retrato daquilo que Parecia um Grande Monte de Cinza”, Harry Potter, Ron Weasley e Hermione lutam contra Devoradores da Morte e enfrentam Voldemort. No entanto, esta história aparentemente normal dentro do universo criado por J.K. Rowling tem algumas particularidades.

Quando vê Voldemort, Harry arranca os olhos e atira-os para a floresta. No começo da história, Ron faz “uma espécie de sapateado desenfreado” e procede a “comer a família de Hermione”, a qual chora quando tenta abrir uma porta cuja palavra-chave é “MULHERES BIFE”. Perto do final, Dumbledore olha para o “porco dos Hufflepuff”, que “pulsava como um grande sapo touro”, e, pondo-lhe a mão na cabeça, declara: “és o Hagrid agora”. Vale a pena ler.

O principal arquiteto do projeto é Jamie Brew, antigo escritor do jornal satírico The Onion e programador do algoritmo de previsão de texto. Na sua página pessoal, Brew tem outros trabalhos do género, tais como histórias de X-Files, anúncios, páginas de Wikipedia e artigos informativos — todos gerados por uma IA.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Presidente Trump

As semelhanças entre Obama e Trump

João Marques de Almeida

A eleição de Trump foi a derrota das elites bem pensantes e do establishment dos media, que prefere escrever para os seus egos e os seus pares em vez de tentar entender o que se está a passar nos EUA.

Vladimir Putin

Síria: não há forma de lavar a hipocrisia 

José Milhazes

Lavrov apoiou a acção turca porque os ataques visam curdos e outras forças sírias apoiadas pelos EUA. Não é difícil imaginar o regozijo reinante no Kremlin face à luta entre parceiros da NATO na Síria

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site