Celebridades

O mundo privado das estrelas dos anos 60 pelo cineasta que as apadrinhava

Apadrinhou Andy Warhol no mundo do cinema e acompanhou John Lennon e Yoko Ono na lua de mel. Jonas Mekas, pai do cinema avant-garde norte-americano, desvenda a vida privada das estrelas dos anos 60.

Jonas Mekas/Anthology Editions

“A minha casa parece um depósito de ferro-velho. Posso recuar setenta anos em filmagens e cartas em quinze minutos. Aprendi a manter um índice muito cuidadoso”. Foi assim que Jonas Mekas, cineasta considera o padrinho do cinema avant-garde nos Estados Unidos, abriu as portas ao mundo privado das lendas dos anos 60, segundo a CNN: “A Dance with Fred Astaire” é o livro de memórias do cineasta de 94 anos que recorda os tempos em que ajudou Andy Warhol a entrar na sétima arte ou em que acompanhou John Lennon e Yoko Ono na lua de mel.

Desde 2000 que Jonas Mekas andou a vasculhar nas fitas de cinema e nas fotografias em que gravara os momentos mais intimistas que manteve com as estrelas dos anos 60: “É como uma biografia em anedotas. O livro mostra a história do cinema indie, o mundo das artes em Nova Iorque e tudo o que estava a acontecer nos anos sessenta e setenta”. E conta com imagens da família Kennedy, de Marilyn Monroe ou de Salvador Dalí.

Jonas Mekas acompanhou o crescimento de algumas destas estrelas: quando conheceu Andy Warhol ele ainda não era a lenda que se veio a tornar. Em 1961, recorda a CNN, o pintor e cineasta ainda estava a tentar descobrir qual era o seu lugar no mundo artístico. “O Andy estava sentado no chão do meu apartamento a ver filmes. Começámos a falar de arte e da produção cinematográfica e, muito pouco tempo depois disso, ele começou a filmar. Fez uma grande exposição em 1965, mas o reconhecimento só veio depois”, recorda Jonas Mekas.

Foi algo semelhante ao que aconteceu com John Lennon e Yoko Ono, que ainda estava a crescer enquanto artista musical. Tudo começou no King Edward Hotel en Toronto, quando o casal recém-casado chamou Jonas Mekas para um projeto sobre um protesto de paz na cama, durante a lua de mel. “Eles eram muito próximos e estavam muito apaixonados quando eu os conheci. Ele era muito relaxado e amistoso. Tornámo-nos numa família”, conta a cineasta à CNN.

Recorde fotografias que Jonas Mekas guarda desses tempos — e que culminam no livro “A Dance with Fred Astaire” — na fotogaleria.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site