Madonna

Celeste Rodrigues na passagem de ano com Madonna em Nova Iorque

811

A fadista Celeste Rodrigues, irmã de Amália Rodrigues, aceitou o convite de Madonna e vai passar a passagem de ano no apartamento da rainha da pop em Nova Iorque.

A fadista e irmã mais nova de Amália Rodrigues, Celeste Rodrigues, é uma das artistas que irá marcar presença na festa da passagem de ano de Madonna em Nova Iorque. A notícia foi avançada pelo músico Dino D’Santiago, numa entrevista ao site Rimas e Batidas.

“Para esta passagem de ano, ela [Madonna] vai levar um pedaço de Lisboa para a casa dela. Vai um músico da Guiné, vai a nossa Celeste Rodrigues, vai a Ive, a minha amiga brasileira, e entretanto também fiz uma playlist só com sonoridades lusófonas, que passa desde o kuduro, à kizomba, ao fado, à morna, à coladera, ritmos da Guiné, de Moçambique”, afirmou o músico.

Dino D’Santiago também foi convidado pela rainha da pop para a festa na sua casa, mas teve de recusar o convite por já ter um concerto marcado em Quarteira. “Só fico triste porque ela convidou-me para fazer agora a passagem de ano em casa dela, em Nova Iorque, mas eu tenho um concerto em Quarteira e foi-me impossível aceitar o convite. Mas sei que no futuro vão acontecer outros momentos semelhantes.”

[Veja no vídeo como foi o encontro de Madonna com a irmã de Amália numa casa de fados]

Aliás, foi o próprio músico quem apresentou Celeste Rodrigues a Madonna, no âmbito do seu papel de “embaixador” da música de Lisboa. “O que tenho feito, mais ou menos, é servir de embaixador dessa sonoridade que Lisboa transporta e tenho-a levado a casas de fado, apresentei-lhe a Celeste Rodrigues, e a Celeste felizmente vai poder ir a Nova Iorque para a passagem de ano. Apresentei-lhe sons das minhas tradições, do batuku, e ela adorou as senhoras batukadeiras. Eu formei a primeira orquestra a nível mundial de batukadeiras e a Madonna foi a primeira pessoa a vê-las atuar.”

Na mesma entrevista, Dino D’Santiago contou ainda que conheceu Madonna através da melhor amiga da cantora, que o viu interpretar Cesária Verde num concerto da cantora brasileira Ive. “Foi através da melhor amiga dela, uma senhora que é a Vitória, colombiana, que me viu a interpretar Cesária Évora, num concerto de uma amiga minha brasileira que é a Ive, que agora está a viver em Lisboa. Fui convidado dela e, entretanto, ouve-me a cantar o “Petit Pays”. No final, diz-me: “olha, tenho uma amiga que vai adorar ouvir-te, gostaria muito que a conhecesses”. Longe estava eu de saber que essa amiga seria a Madonna.”

O músico acrescentou que Madonna o tem ajudado no seu novo álbum, dando-lhe “feedback” às músicas que Dino D’Santiago lhe envia. “Criou-se essa entreajuda e eu sinto que ela é um exemplo para todos nós. O que eu conhecia dela era o senso comum de toda a gente e depois, através de amigos, é que vou sabendo mais da vida dela porque nunca fui muito de pesquisar a vida dos artistas, mas sim a obra. Só consigo admirá-la ainda mais e penso o quão sortudo Portugal é por ter uma pessoa como ela, que tem exportado Lisboa para todos os cantos do mundo.”

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rporto@observador.pt
Família

O IRS e os filhos

Ana Cid Gonçalves
643

Será que um casal com um salário líquido de 1.147 euros e uma família de cinco pessoas deve pagar mais impostos do que um casal que recebe líquidos 902 euros e não tem nenhum filho a seu cargo?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site