Futebol

Arséne Wenger acusado pela Federação inglesa de atos impróprios para com árbitro

O treinador do Arsenal foi acusado pela Federação Inglesa de Futebol de atos impróprios para com o árbitro do jogo entre o seu clube e o West Bromwich. Wenger tem até sexta-feira para responder.

WILL OLIVER/EPA

O treinador do Arsenal, Arséne Wenger, foi acusado pela Federação inglesa de futebol (FA) de atos impróprios para com o árbitro, no balneário deste, após a partida entre o West Bromwich e os ‘gunners’.

Segundo a FA, a linguagem usada por Wenger e o seu comportamento, após o empate a um golo em casa do West Bromwich, em jogo da 20.ª jornada da ‘Premier League’, foram “abusivos, impróprios e questionaram a dignidade do árbitro”, o veterano Mark Dean, de 49 anos.

O treinador do Arsenal ficou insatisfeito com a marcação de um penálti contra a sua equipa por mão na bola de Calum Chambers, aos 89 minutos, da qual resultou penálti e o empate a um golo do West Bromwich, considerando que a decisão era “difícil de aceitar” e que o trio de arbitragem “não fez um bom trabalho”.

A FA informou que Wenger tem um prazo até sexta-feira para responder à acusação.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site