Moçambique

Filipe Nyusi felicita George Weah pela vitória nas presidenciais na Libéria

Filipe Nyusi felicitou George Weah pela vitória nas eleições presidenciais da Libéria. O presidente moçambicano considera a eleição um reflexo claro da confiança do povo liberiano em Weah.

ANTÓNIO SILVA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, felicitou esta quarta-feira o Presidente eleito da Libéria, o ex-futebolista internacional George Weah, manifestando otimismo no estreitamento das relações bilaterais.

Na mensagem, constante de uma carta distribuída à imprensa em Maputo, Nyusi considera a eleição de Weah um reflexo claro da confiança e estima do povo liberiano pelo novo chefe de Estado.

“Estou confiante que a vossa eleição irá proporcionar-nos uma oportunidade para fortalecer, ainda mais, as relações existentes entre os nossos dois governos e povos, quer ao nível bilateral, quer ao nível multilateral no contexto da União Africana, Nações Unidas e outras organizações internacionais de que somos membros”, lê-se na carta.

O antigo futebolista George Weah venceu a segunda volta das presidenciais realizadas no passado dia 26 de dezembro.

Weah, do Congresso pela Mudança Democrática (CCD), obteve 61,5% de votos expressos, enquanto o vice-Presidente Joseph Boakai, do Partido Unido, no poder na Libéria, reuniu somente 38,7%.

Na presidência da Libéria, George Weah sucede a Ellen Johnson-Sirleaf, prémio Nobel da Paz em 2011, a primeira mulher chefe de Estado em África.

George Weah, de 51 anos, já tinha ficado em primeiro na primeira volta das eleições presidenciais, a 10 de outubro, mas não logrou a maioria exigida.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Angola

O caso Manuel Vicente

Ricardo Sá Fernandes

Não posso aceitar que seja do interesse de Portugal ou de Angola a aceitação de uma “chantagem” exercida apenas para salvaguarda de Manuel Vicente (por mais poderoso ou melhor pessoa que possa ser).

Pobreza

Em nome dos filhos

Diogo Prates

Esta é a oportunidade da direita portuguesa, conseguir com um discurso simples mas eficaz apagar de vez a imagem de que a esquerda é a única que se preocupa com os mais pobres e desfavorecidos. Não é.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site