Petróleo

Preço do barril Brent sobe 1,90% para valor mais alto desde dezembro de 2014

O preço do barril de petróleo Brent, para entrega no mês de março, encerrou no mercado de futuros de Londres a subir 1,90%, para os 67,84 dólares, o valor mais alto de fecho desde dezembro de 2014.

ANN HEISENFELT/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O preço do barril de petróleo Brent, para entrega no mês de março, encerrou esta quarta-feira no mercado de futuros de Londres a subir 1,90%, para os 67,84 dólares, o valor mais alto de fecho desde dezembro de 2014.

O barril de crude do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou a sessão no International Exchange Futures a cotar 1,27 dólares acima dos 66,57 com que fechou as transações na terça-feira. O petróleo europeu, que durante o dia de hoje chegou a cotar nos 67,94 dólares, não tinha fechado uma sessão com um valor tão alto desde 05 de dezembro de 2014, quando terminou nos 69,07 dólares.

Em maio de 2015 houve um pico na sua cotação, devido a um ajuste de preços, que levou o Brent a fechar nos 67,77 dólares no dia 06 desse mês. Os analistas atribuíram a subida desta quarta-feira ao facto de alguns fundos de investimento terem apostado com força na continuação da subida do crude em 2018, devido a pressões geopolíticas.

Desde janeiro de 2017 este petróleo do Mar do Norte já se valorizou cerca de 20%, em particular depois de o cartel de exportadores e outros produtores terem acordado diminuir a sua produção, para combater o excesso de oferta, o que vão manter em 2018.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Debate

Desimportantizar os caraoqueiros

Paulo Tunhas

O pensamento-karaoke funciona como obstáculo a que se procure entender o que se passa à nossa volta. Os caraoqueiros estão-se, de resto, nas tintas. Só querem caraocar mais alto do que os outros.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site