Concertos

Pedro Burmester e Mário Laginha estreiam “Concerto para Dois Pianos”

O concerto é o primeiro de uma digressão portuguesa dos dois músicos, com datas já agendadas para a Casa da Música, no Porto, e em outros pontos do país. O recital já está esgotado.

Os dois músicos, com formações académicas e percursos artísticos distintos, têm atuado juntos regularmente nos últimos 20 anos

JOSE COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

Os pianistas Pedro Burmester e Mário Laginha estreiam este domingo, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a peça “Concerto para Dois Pianos”, num recital com lotação já esgotada. Além desta, o programa inclui as Baladas n.º 1, op. 23, de Chopin, na sua abordagem clássica, por Pedro Burmester, e numa versão de Mário Laginha, pelo próprio, e ainda “Grande Tango”, de Piazzolla, a versão para piano de “Prélude à l’après-midi d’un Faune”, de Debussy, e de “La valse”, de Ravel.

Este concerto é o ponto de partida para uma digressão dos dois músicos com datas já agendadas para a Casa da Música, no Porto, no dia 3 de fevereiro, para o Cineteatro de Estarreja, no dia 3 de março, e ainda no dia 17 de março, na Casa das Artes, em Vila Nova de Famalicão, e, no dia 7 de abril, no Teatro Viriato, em Viseu.

Os dois músicos, com formações académicas e percursos artísticos distintos, têm atuado juntos regularmente nos últimos 20 anos, tendo editado o álbum Duetos, em 1994, e constituído, com o pianista Bernardo Sassetti (1970-2012), o projeto “3Pianos”, que deu origem ao CD e DVD homónimo, de 2007, gravado ao vivo no Centro Cultural de Belém, em Lisboa. Em novembro último, os dois pianistas apresentaram-se no Festival de Jazz de Montevidéu, na Usina del Arte, em Buenos Aires, e no Teatro Bradesco, em Belo Horizonte, no Brasil.

Professor na Universidade de Aveiro, na Escola Superior de Música do Porto e na Escola Profissional de Espinho, Pedro Burmester, 54 anos, afirmou numa entrevista à agência Lusa que esta sua faceta docente “é tão importante quanto a de intérprete”. Aluno de Helena Sá e Costa, terminou o Curso Superior de Piano do Conservatório do Porto com 20 valores, em 1981. Posteriormente trabalhou nos Estados Unidos, com os pianistas Sequeira Costa, Leon Fleisher e Dmitry Paperno, e frequentou masterclasses com pianistas como Karl Engel, Vladimir Ashkenazy, Tatiana Nikolayeva e Elisaberh Leonskaja.

Detentor de vários prémios nacionais e internacionais, Burmester é docente na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, no Porto, na Escola Profissional de Música de Espinho e na Universidade de Aveiro. O pianista conta com uma discografia de dez títulos, que inclui três CD a solo com obras de Bach, Schumann e Schubert, um em duo com Mário Laginha e três gravações com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Mário Laginha, 57 anos, tem uma carreira de mais de duas décadas no jazz, em nome próprio e em partilha com outros artistas, como Maria João, Carlos Bica e Miguel Amaral. Em finais de setembro do ano passado, o pianista editou o CD Setembro, com o saxofonista inglês Julian Arguelles e o baterista norueguês Helge Andreas Norbakken.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site