Futebol

Conselho de Disciplina admite lapso na apreciação disciplinar a Fábio Coentrão

110

O Conselho de Disciplina da FPF admitiu ter cometido um erro na apreciação do jogador Fábio Coentrão, no jogo entre Sporting e Vitória de Setúbal, da 19.ª jornada da I Liga.

JOSÉ COELHO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O presidente do Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) admitiu esta segunda-feira que este órgão cometeu um lapso na apreciação disciplinar ao jogador do Sporting Fábio Coentrão no jogo com o Vitória de Setúbal.

Em comunicado, José Manuel Meirim refere que no relatório do delegado da Liga ao jogo Vitória de Setúbal-Sporting (1-1), da 19.ª jornada da I Liga, “vem mencionado expressamente que o banco do visitante foi danificado pelo jogador n.º 5 (Fábio Coentrão) do Sporting”.

O dirigente acrescentou que aquele relatório vinha acompanhado de um acordo de reparação de danos e que, com base nessa existência, “entendeu-se, mal, não existir responsabilidade disciplinar do jogador”.

O presidente do CD justificou que essa decisão foi tomada “numa aplicação analógica e incorreta de princípio que, em algumas situações, vale para os clubes aquando do comportamento do público — artigo 187.º, nº 5, do RDLPFP –, resultante de falha de comunicação interna no procedimento de análise dos relatórios e aplicação de eventuais sanções disciplinares com base nos factos ali descritos”.

“No caso em apreço era — e é – irrelevante haver ou não acordo de reparação de danos, para efeitos de cometimento de infração disciplinar pelo agente desportivo que os causa”, refere ainda José Manuel Meirim, que finaliza a nota frisando que esta se prende “com a necessidade de repor a verdade e, nesse sentido, afastar a responsabilidade pelo lapso cometido de quaisquer outros agentes desportivos, no caso os delegados da LPFP”.

No mapa de castigos relativo ao encontro da 19.ª jornada frente ao Vitória de Setúbal, disputado em 19 de janeiro, não veio qualquer referência em relação ao incidente com o jogador, tendo este apenas sido referido devido ao cartão amarelo que lhe foi mostrado no decorrer da partida.

Posteriormente, o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, foi multado em 804 euros por ter partido com a mão o acrílico do banco de suplentes no jogo Moreirense-FC Porto (0-0), da 20.ª jornada e disputado em 30 de janeiro último.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eutanásia

Eutanásia: uma falsa compaixão

João Muñoz de Oliveira

Todos sabemos que a vida não nos pertence por completo: foi-nos dada pelos nossos pais como um dom, pelo que não temos domínio absoluto sobre ela. E este ponto reforça os argumentos contra a eutanásia

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site