BMW

O M3 morreu e o M550i só se safa com filtro de partículas

102

A troca dos métodos de determinação de consumos, do ineficaz NEDC para o novo WLTP, matou o BMW M3. E o M550i apenas sobrevive com o recurso a um filtro de partículas, apesar de ser a gasolina.

Autor
  • Alfredo Lavrador

As normas anti-poluição estão cada vez mais “apertadas” e, por isso mesmo, fazem cada vez mais vítimas entre os modelos que não as cumprem. A grande alteração, que está neste momento em curso, tem a ver com a troca do velho e pouco eficaz método de determinação de consumos e emissões, o New European Driving Cycle (NEDC), pelo mais recente e fidedigno Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedure (WLTP), que embora continue a ser apurado em condições laboratoriais, está bastante mais próximo da realidade.

O WLTP, que já levou ao afastamento de vários modelos da produção, fez agora mais uma vítima, com a BMW a reconhecer que o M3 – um “brinquedo” com motor de seis cilindros sobrealimentado, com três litros de cilindrada e 431 cv – entregou a alma ao criador, ou seja, saiu do portefólio da marca por não cumprir os limites impostos pela nova regulamentação.

O mesmo aconteceria com o M4, a versão de duas portas do M3, mas ao ser um modelo mais recente, justifica o investimento numa re-homologação após a inclusão de um filtro de partículas, pois apesar de o motor funcionar a gasolina, não implica que esteja livre deste flagelo que tanto persegue os diesel.

Outro modelo da BMW que corria o risco de ser descontinuado em breve, caso não passasse a montar o novo filtro, é o M550i xDrive, também ele a gasolina, com o 4.4 V8 a debitar 462 cv. Segundo os responsáveis da marca, cerca de 97% da gama europeia de motores a gasolina necessita de filtros de partículas para ficar de acordo com a nova regulamentação, o que basicamente exclui os motores mais recentes, como o novo M5, porque vai incluir logo à nascença o abençoado filtro, que os diesel já utilizam há anos. Em relação ao M550i xDrive, vai ver a sua fabricação interrompida no final de Maio e não deverá regressar à oferta da marca antes do segundo semestre de 2018.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote no primeiro concurso em Portugal dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carroVote agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eutanásia

Eutanásia: uma falsa compaixão

João Muñoz de Oliveira

Todos sabemos que a vida não nos pertence por completo: foi-nos dada pelos nossos pais como um dom, pelo que não temos domínio absoluto sobre ela. E este ponto reforça os argumentos contra a eutanásia

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site