Investimento público

Quase cinco milhões investidos na ETA de Mondim de Basto que nunca funcionou

1.066

Uma investigação da SIC mostra que foram investidos quase cinco milhões de euros na ETA de Mondim de Basto -- que nunca entrou em funcionamento. Foi completamente abandonada e vandalizada.

ANTÓNIO JOSÉ/LUSA

Cerca de 4,8 milhões de euros foram gastos na obra de construção de uma Estação de Tratamentos de Águas (ETA) em Mondim de Basto, a edilidade local chegou mesmo a realizar uma cerimónia de inauguração no dia 27 de março de 2008 mas o equipamento que devia captar, tratar, armazenar e distribuir água do rio Tâmega pelo concelho de Mondim de Basto nunca funcionou. Quase 10 anos depois, as instalações foram abandonadas, a ETA foi vandalizada e até os animais selvagens são visitas regulares.

O presidente da Câmara de Mondim de Basto, Humberto Cerqueira (PS), afirma que “a obra não foi pensada” e acusa o antigo Executivo, liderado pelo PSD, de lhe ter deixado uma “pesada herança”. Humberto Cerqueira diz que a autarquia não tem condições técnicas nem financeiras para pôr a obra a funcionar.

Pinto Moura, o anterior edil até 2009 eleito nas listas do PSD, garantiu à SIC que deixou a obra paga e pronta a entrar em funcionamento. Mas Humberto Cerqueira assegura que para colocar a ETA a funcionar seria necessário um valor superior a 500 mil euros — fundos que, alega o autarca, a Câmara de Mondim de Basto não tem.

O vereador Fernando Gomes (CDS) insiste que Bruxelas tem de ser informada sobre o investimento público que em nada deu resultado. Já há quatro anos, o vereador que não tem pelouros atribuídos alertou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte para o problema. Em resposta, a Comissão diz que, em 2009, “insistiu na necessidade de ser obtida a garantia do cumprimento dos objetivos do projeto” e que tem acompanhado de perto as diligências do município para encontrar soluções.

O atual Executivo já fez uma nova candidatura a fundos comunitários para poder concluir o projeto mas a candidatura não foi aprovada.

Artigo foi corrigido às 23h10m, alterando-se a designação de Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) para Estação de Tratamento de Águas (ETA) de Mondim de Basto.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Emprego

Em casa de Ferraz, competitividade de pau

Luís Aguiar-Conraria

Declarações como as de Ferraz da Costa, do Fórum para a Competitividade, dão a entender que uma parte dos empresários continua viciada em baixos salários. Estava na altura de serem mais competitivos.

Startups

Foguetório empresarial

Maria João Marques

Não há nada que irrite mais o português médio que o arrojo e a ousadia alheia. O atrevimento, as ambiciosas ideias de uns têm o condão de iluminar o conformismo dos restantes, o que ninguém leva a bem

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site