PSD

Rui Rio encontra-se com Marcelo no dia a seguir ao congresso do PSD

No dia seguinte a ser confirmado como presidente do PSD no congresso do partido, de 16, 17 e 18 de fevereiro, Rui Rio vai encontrar-se, em Belém, com o Presidente da República.

Adelino Meireles

No dia seguinte ao congresso do PSD que oficializa a liderança de Rui Rio, o antigo autarca vai ser recebido pelo Presidente da República em Belém. A reunião está marcada para 19 de fevereiro e, na semana anterior, Marcelo Rebelo de Sousa vai receber também os restantes partidos com representação parlamentar, numa ronda regular e que será a primeira de 2018.

A informação foi avançada pelo Expresso e confirmada pelo Observador. As audiências em Belém com PS, CDS, PCP, PEV, BE e PAN começma na quarta-feira, 14, dia para o qual também está agendado, na Assembleia da República, o último debate quinzenal da era Passos Coelho no PSD.

Rui Rio foi eleito líder do PSD no dia 13 de janeiro, contra Pedro Santana Lopes, com 54% dos votos. Desde que foi eleito, Rio tem sido comedido em declarações sobre o futuro do partido argumentando sempre que até ao dia 18 o presidente do partido é Pedro Passos Coelho. Uma das questões sobre a qual tem sido mais solicitado a esclarecer qual será a sua decisão é sobre a liderança da bancada parlamentar social-democrata, até agora entregue a Hugo Soares.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rtavares@observador.pt
Congresso do PSD

Rui Rio, um novo Presidente?

José Pinto

Mostrar disponibilidade para consensos com os outros partidos parece uma ideia salutar. O problema reside na dúvida sobre a forma como Rui Rio pretende materializar essa ideia. 

Rui Rio

O PSD entrou para o «condomínio»?

Manuel Villaverde Cabral

Por mais que isso pareça inquietar a direcção do PSD, esta só tem como caminho opor-se frontalmente à actual política governamental. O contrário será eleitoralmente inútil e politicamente regressivo. 

Eutanásia

Eutanásia: uma falsa compaixão

João Muñoz de Oliveira

Todos sabemos que a vida não nos pertence por completo: foi-nos dada pelos nossos pais como um dom, pelo que não temos domínio absoluto sobre ela. E este ponto reforça os argumentos contra a eutanásia

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site