Futsal

Jorge Braz diz que seleção está motivada para vencer Espanha no Europeu de futsal

O selecionador português de futsal, Jorge Braz, assegurou que a equipa lusa está preparada e motivada para vencer a congénere espanhola na final do Europeu, que se disputa no sábado em Ljubljana.

CHRISTIAN ESCOBAR MORA/EFE/EFE

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O selecionador português de futsal, Jorge Braz, assegurou esta sexta-feira que a equipa lusa está preparada e motivada para vencer a congénere espanhola na final do Europeu, que se disputa no sábado em Ljubljana.

“Nós viemos para este Europeu conscientes do percurso que queríamos percorrer. Partimos para este jogo conscientes da etapa final deste percurso. Estamos motivados e a perceber muito bem o que queremos. Estamos preparados para terminar esses segundos finais dos 100 metros, com o pescoço esticado, para sermos os primeiros a cortar a meta”, afirmou Jorge Braz, em declarações proferidas em conferência de imprensa e reproduzidas pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Portugal apurou-se pela segunda vez para a final de um Europeu, depois de ter derrotado na quinta-feira a Rússia, vice-campeã europeia e mundial, por 3-2, enquanto a Espanha, detentora do título, bateu o Cazaquistão, por 3-1 no desempate por penáltis, após a igualdade a cinco registada no final do prolongamento.

Jorge Braz desvalorizou a circunstância de a estatística dos encontros entre Portugal e Espanha favorecerem a congénere espanhola, incluindo a final do Europeu de 2010, que os espanhóis venceram por 4-2.

“Não sentimos a estatística, nem a história. Nós vivemos muito do momento. O que conta é o presente. Não nos podemos agarrar ao passado. Nós estamos muito bem, mas temos de concretizar isso amanhã”, afirmou. Já o jogador português Ricardinho anteviu “um jogo fantástico”, salientando que apesar da sua importância na equipa, a seleção “não é Ricardinho”.

“Vai ser um jogo fantástico. Para mim, a Espanha é a melhor seleção do mundo, mesmo não tendo vencido o Mundial. Tem jogadores que jogam na melhor liga do mundo e que estão habituados a este tipo de jogos, mas vão encontrar Portugal no seu melhor momento. Estamos todos com muita ambição, muita vontade e bem preparados para não sermos surpreendidos”, apontou.

Ricardinho, recém-eleito pela quinta vez o melhor jogador do mundo, sublinhou que o encontro de sábado “é uma final e a Espanha não vai jogar sozinha”. “Vai jogar contra uma equipa cheia de caráter e vamos tentar, acima de tudo, repetir a vitória que uma vez conseguimos em Espanha e levar o troféu para Portugal”, salientou.

O capitão da seleção portuguesa, que alinha no Inter Movistar, de Espanha, destacou ainda o apoio do público. “Somos a única seleção que ganhou todos os jogos, sempre a melhorar a nossa prestação. Temos o peso bonito de ter 11 milhões às costas, mas também a apoiar-nos”, comentou.

O encontro está marcado para sábado, às 19:45, na Arena Stozice, e será segunda final ibérica em 11 edições do Europeu e a nona com presença de Espanha, que venceu a competição por sete vezes.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site