Os números que ajudam a entender a polémica

29 Novembro 2017

Mais de 1.100 refeitórios e acima de 53 milhões de refeições por ano, só nas escolas do 5.º ao 12.º. O Estado paga entre 1,18 e 1,47 euros por cada uma. Veja os grandes números das cantinas escolares.

São cerca de 500 mil refeições todos os dias, sem contar com aquelas que são servidas nas escolas do 1.º ciclo e jardins de infância — que ficam a cargo das autarquias. Custam ao Estado milhões de euros todos os anos e têm sido faladas pelos piores motivos, com fotografias e relatos a darem conta das falhas que vão surgindo.

Os gráficos que se seguem fazem o retrato das cantinas escolares públicas e permitem perceber, entre outros pontos, quanto gasta o Estado e quanto ganham as empresas. Assim como a diferença de valores pagos por refeição, consoante a região e consoante a tipologia de gestão (se são geridas pelas próprias escolas ou por empresas de restauração coletiva).

.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mcarrico@observador.pt
Brexit

Quem disse que sair da Europa era fácil?

Diana Soller

Esperemos que o executivo britânico se reorganize depressa. Ainda que o divórcio tenha tido até agora pouco de litigioso, uma das partes põe paus na engrenagem. E nas separações todo o cuidado é pouco

Crianças

Há Natais e Natais...

Rute Agulhas

Pais, mães, avós e restante família alargada. Deixemos as crianças viver a magia do Natal. Acreditar, mesmo que seja a fingir, no Pai Natal e nas renas, e na fábrica de brinquedos, e nos duendes.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site