Logo Observador
Workshops

Contos Morais: “Rohmer e depois”, o curso de cinema por Pedro Mexia

Falta pouco mais de uma semana para o arranque do terceiro curso do Observador em parceria com a Booktailors. Desta vez será com Pedro Mexia, a falar sobre cinema.

Contos Morais: “Rohmer e depois”, o curso de cinema por Pedro Mexia

Sábado, 16 abr 2016, Das 10h00 às 13h00 Livraria Ferin, Chiado

50€ (80€ a partir de dia 14/04)

Depois do sucesso dos dois primeiros Workshops promovidos pelo Observador e pela Booktailors, é tempo agora de Pedro Mexia subir ao palco da Livraria Ferin já nos próximos dias 16 e 23 de abril, entre as 10h e as 13h. Do que se vai falar? De cinema. E se falamos de cinema é inevitável falarmos também de vida, de emoções, de morte ou poesia, entre tantas outras coisas.

Segundo o Poeta, “este curso levará às pessoas uma panorâmica cinematográfica sobre as questões morais que assaltam homens e mulheres. Ontem e hoje”.

O curso Contos Morais: Rohmer e depois vai dividir-se em duas sessões de três horas cada uma. Dirigido a todos os cinéfilos e curiosos, Pedro Mexia traz um leque de filmes que pretende visionar e comentar. Woody Allen, Todd Field ou Eric Rohmer são alguns dos cineastas selecionados pelo autor para estas duas sessões.

Conteúdo Programático
Visionamento e comentário de: Pauline na Praia (1983), de Eric Rohmer
Sexo, Mentiras e Vídeo (1989), de Steven Soderbergh
Crimes e Escapadelas (1989), de Woody Allen

Trust – Uma Questão de Confiança (1990), de Hal Hartley
Sob a Areia (2000), de François Ozon
Vidas Privadas (2001), de Todd Field
A Lula e a Baleia (2005), de Noah Baumbach
Noite e Dia (2008), de Hong Sang-soo

Biografia
Nasceu em Lisboa, em 1972. Licenciou-se em Direito na Universidade Católica Portuguesa. Foi crítico e cronista nos jornais Diário de Notícias e Público; escreve atualmente no semanário Expresso. Participa no programa de comentário Governo Sombra (TSF – TVI24), e tem também um programa semanal na rádio Radar e uma rubrica de cinema na Antena 3. Foi subdiretor e diretor interino da Cinemateca Portuguesa. Publicou seis livros de poesia, antologiados em Menos por Menos (2011), a que se seguiu Uma Vez Que Tudo se Perdeu (2015).

Coordena a coleção da poesia das Edições Tinta-da-China. Editou sete coletâneas de crónicas: as mais recentes são Biblioteca (2015) e Queria mais é que chovesse (2015, edição brasileira).

Tem também quatro volumes de diários. Organizou um livro de ensaios de Agustina Bessa-Luís e, com José Tolentino Mendonça, uma antologia sobre a questão de Deus na poesia portuguesa. Traduziu Robert Bresson, Tom Stoppard, Martin Crimp e Hugo Williams.
Escreveu para teatro, e encenou duas peças. Integrou recentemente o júri do Prémio Camões.

Destinatários
Cinéfilos e curiosos

Duração
Duas sessões de três horas

Bibliografia
Contos Morais, de Eric Rohmer, Livros Cotovia