Logo Observador

Explicador

Aeroporto no Montijo. O que já sabemos e o que falta saber

20 Fevereiro 2017222
Ana SuspiroVítor Matos

Porque precisa Lisboa de um mais um aeroporto?

Pergunta 1 de 12

Há muitos anos que se discute o esgotamento da capacidade do aeroporto da Portela, agora chamado Humberto Delgado. Nos últimos dez anos, o atual aeroporto viu a sua capacidade aumentada através de obras e redesenho de operações, mas sabia-se que eram reforços provisórios, para ganhar tempo antes de avançar com uma nova solução aeroportuária.

O crescimento do turismo nos últimos anos, alimentado em particular pelo aumento da oferta das companhias low-cost, acelerou o aumento esperado do tráfego, de 2% a 3% ao ano, para crescimentos anuais médios de 12% nos últimos quatro anos — e antecipou a necessidade de tomar uma decisão.

O contrato de concessão assinado com a ANA – Aeroportos de Portugal, no quadro da venda da empresa ao grupo francês Vinci, definiu patamares de tráfego (passageiros e movimentos) a partir dos quais a concessionária teria de propor uma solução. Em 2016, um desses limites — 22 milhões de passageiros por ano — foi atingido e as previsões apontam para a continuação de crescimentos significativos. Para 2017, está previsto atingir-se 25 milhões de passageiros.

Numa lista de perguntas e respostas, o Ministério do Planeamento e Infraestruturas destaca a importância económica do turismo e o forte contributo do setor aeroportuário para a criação de emprego e estima que a solução de expansão aeroportuária possa permitir, a prazo, criar 20 mil postos de trabalho.