Explicador

Caos nas urgências. O que se está a passar nos hospitais portugueses?

Janeiro 201811 Janeiro 20181.675
João Francisco Gomes

Escondem-se doentes quando o Governo visita os hospitais?

Pergunta 7 de 9

A acusação não é nova: funcionários de hospitais por todo o país têm denunciado que o “caos” é habitualmente “arrumado” quando membros do Governo visitam as unidades, mesmo que isso implique esconder doentes. Na segunda-feira, depois da divulgação da denúncia relativa a Faro, a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, usou palavras mais duras. Numa entrevista ao jornal i, Ana Rita Cavaco disse que sempre que governantes “vão a uma urgência, escondem-se os doentes em qualquer sítio, até debaixo de escadas”.

“Tudo muda quando somos visitados pela comunicação social num mágico ‘empurrar de gente doente para baixo do tapete’ e em que parece tudo ser apenas ‘mais um pico de afluência’”, lia-se na denúncia tornada pública pelos enfermeiros de Faro. Também em Leiria, os enfermeiros se queixam do mesmo, numa denúncia publicada pelo Observador na terça-feira.

Na semana passada, o primeiro-ministro, António Costa, e o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, visitaram vários hospitais do país e as imagens mostram unidades livres de qualquer tipo de caos ou confusão.

O presidente da Associação de Administradores Hospitalares, Alexandre Lourenço, recusou comentar as declarações da bastonária, sublinhando apenas que “essas acusações ficam com quem as afirma”. O Ministério da Saúde, questionado pelo Observador sobre o assunto, não respondeu até à publicação deste artigo.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site