Explicador

O futuro do processo Sócrates: o que pode acontecer?

Novembro 201521 Novembro 2015126
Luís Rosa

Mas se prenderam José Sócrates durante 9 meses, certamente que tinham provas fortes?

Pergunta 7 de 12

A prisão preventiva não significa que o arguido é culpado – nem representa uma espécie de pré-julgamento. José Sócrates e os restantes arguidos tiveram o mesmo tratamento que outros arguidos de processos mediáticos têm tido.

É normal a prisão preventiva de arguidos durante uma investigação criminal e sem que a mesma esteja concluída. Essa medida de coação apenas é decretada por um juiz de instrução criminal, sob proposta do MP, e verifica-se para acautelar o sucesso da investigação.

Por exemplo, um suspeito pode ser detido preventivamente se destruir prova ou se tentar influenciar testemunhas essenciais para a investigação, ou se existirem indícios de que estará a planear a fuga para o estrangeiro ou ainda se existir o perigo de continuidade da prática criminosa que lhe é imputada, mesmo depois de ter sido constituído arguido. José Sócrates foi preso preventivamente por perigo de fuga, continuidade da atividade criminosa e perturbação de inquérito.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site