Explicador

Novas regras para a banca. O que significam para si?

Janeiro 201604 Janeiro 2016251
Edgar Caetano

Novas regras? Mas porquê?

Pergunta 1 de 10

As novas regras para os bancos que entraram em vigor neste início de 2016 fazem parte dos planos para a União Bancária europeia, um projeto lançado no verão de 2012, quando se começou a solucionar a crise para a dívida europeia. Como veremos mais à frente, as mudanças que ocorreram agora dizem respeito ao segundo de três pilares.

A crise que começou no final da década passada demonstrou muito claramente que, apesar da existência de uma união monetária (a partilha do euro), a zona euro era, ainda, uma construção vulnerável. Em especial, mostrou-se que existia um elo entre Estados soberanos e os bancos do respetivo país que fazia com que a perceção de risco de um estivesse muito ligada à de outro.

Uma das razões para esse elo é que os bancos têm como um dos ativos principais nos seus balanços a dívida pública do respetivo país. Assim, como se geraram receios em torno das dívidas públicas de alguns países, os bancos ficaram fragilizados – o que alimenta um círculo vicioso em que os bancos perdem condições para emprestar à economia e em que se agravam as dificuldades económicas, contribuindo para subir os juros da dívida. A União Bancária quer acabar com este círculo vicioso.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site