Logo Observador

Explicador

Swaps. Uma pequena palavra que custa muitos milhões. O que está em causa?

04 Março 2016 – por Ana Suspiro

O que é um swap?

Pergunta 1 de 13

Começando pelo princípio. Um swap é um instrumento financeiro complexo que incorpora uma previsão sobre a evolução futura dos mercados. É usado como um produto de gestão de riscos financeiros pelas empresas, mas também pelos Estados, para controlar os custos futuros do endividamento.

Os swaps em causa nesta polémica, são produtos de cobertura de risco de taxa de juro e foram contratados para travar o aumento dos encargos futuros com a dívida das empresas públicas de transportes numa altura — até 2007 — em que toda a gente apostava numa escalada das taxas de juro. O problema é que, após a crise financeira de 2008, aconteceu o contrário.

Em vez de colocarem um travão aos custos financeiros, as empresas públicas de transportes viram disparar esses encargos porque a diferença entre os juros contratados e o valor de mercado das taxas, mais baixo, passou a ser-lhes altamente desfavorável. As perdas potenciais chegaram a atingir três mil milhões de euros.