Logo Observador

João Marques de Almeida

Colunista

jalmeida@observador.pt

Nasci em Luanda, em 1965. Licenciei-me em Relações Internacionais na Universidade Lusiada, depois fiz o Mestrado também em Relações Internacionais na Universidade de Kent, no Reino Unido e, a seguir, o Doutoramento em Relações Internacionais e Ciencia Politica na London School of Economics. Em Portugal dei aulas de Relações Internacionais e de Ciência Poltica na Universidade Lusíada, na Universidade de ver mais... Coimbra e no Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica. Fui assessor e, depois, Director do Instituto da Defesa Nacional, entre 2004 e 2006. Fiz igualmente investigação no Instituto Português de Relacoes Internacionais (IPRI). Em 2006, fui trabalhar para a Comissão Europeia, como assessor político de Durão Barroso, onde permaneci até ao final de 2012. Em Janeiro de 2013, regressei a Londres, para trabalhar no sector privado numa consultora, a Holdingham Group.

Casa Branca 2016

Obrigado Trump

João Marques de Almeida

Agora que a esquerda descobriu um novo Hitler nos Estados Unidos e Merkel se tornou uma anti-fascista, será que Louçã e as suas discípulas ainda vão olhar para a chanceler como a nova Rosa Luxemburgo?

335
Reino Unido

Hard Brexit

João Marques de Almeida

A questão da livre circulação de trabalhadores não será o principal obstáculo ao soft Brexit. Os maiores problemas são outros. Fora da UE, os britânicos jamais aceitariam legislação feita em Bruxelas.