Logo Observador
A carregar o leitor...
Comentários

Que mal têm os “jobs for the boys”?

"Quem acede ao serviço público por ser familiar ou amigo daquele que o nomeou fica a dever um favor. O que põe em causa a sua capacidade para exercer o cargo com isenção", sublinha Rui Ramos