As exportações da zona euro para o resto do Mundo registaram uma descida de 0,5% em março de 2014, em comparação com o mês anterior.

As estimativas do Eurostat revelam que as vendas dos 18 países da zona geraram, naquele período, um excedente comercial de 17,1 mil milhões de euros, valor inferior ao saldo positivo de 21,9 mil milhões de euros registado em março de 2013, mas superior ao valor apurado  em fevereiro passado, de 14,2 mil milhões de euros. As importações de países terceiros para a zona euro recuaram 0,6% em março em relação ao mês anterior,

Na transação de mercadorias da União Europeia com o exterior, os números do Eurostat indicam ter-se verificado um saldo positivo de 3,9 mil milhões de euros em março, o que indica uma forte diminuição em relação ao superávite do mesmo mês de 2013, quando o saldo se fxou em 14,7 mil milhões de euros.

Entre os 28, as maiores taxas de crescimento das exportações de bens registaram-se nas relações com a China, com um aumento de 13% entre janeiro e fevereiro, e Coreia do Sul, com uma subida de 9%. O défice energético recuou de 66,2 mil milhões de euros nos dois primeiros meses de 2013 para 59,2 mil milhões de euros no mesmo período deste ano.