Os acionistas do Banif, à data de 25 de janeiro de 2013, podem comprar ações do banco detidas pelo Estado português entre 03 e 16 de julho, comunicou hoje a instituição no sítio da CMVM.

Em comunicado distribuído na internet pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Banco Internacional do Funchal (Banif) divulgou o despacho da ministra das Finanças, de segunda-feira, que estipula o período de exercício e o preço.

O Estado português subescreveu 70 mil milhões de ações de ações especiais representativas do capital do banco, em 25 de janeiro de 2013, no âmbito da capitalização com recurso a investimento público.

Os acionistas do banco na altura têm a possibilidade de adquirir, na proporção das ações que possuam, as ações detidas pelo Estado em resultado desta capitalização.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os termos deste exercício são comunicados ano a ano pelo membro do governo responsável pelas finanças.

O despacho da ministra das Finanças fixa o prazo para este exercício entre as 08:30 horas de 03 de julho e as 15:00 de 16 de julho e o respetivo preço em 0,0115 euros por ação.