Economia

Empresa portuguesa apresenta novo drone em feira aeronáutica em Inglaterra

O grupo Tekever, empresa portuguesa do setor da aeronáutica, vai apresentar na feira internacional de Farnborough um novo drone, vocacionado para a vigilância marítima.

Projecto português vai estar em exibição

LUSA

O grupo Tekever, empresa portuguesa do setor da aeronáutica, vai apresentar segunda-feira na feira internacional de Farnborough, Inglaterra, um novo drone, com maior autonomia e vocacionado para a vigilância marítima.

De tecnologia portuguesa, o veículo aéreo não tripulado AR5 foi concebido para ser aplicado em “missões de vigilância marítima e costeira” e vai ser apresentado a nível internacional na segunda-feira na Farnborough Air Show, disse à Lusa Rodrigo Adão da Fonseca, administrador.

A empresa vai aproveitar a presença do ministro da Defesa Nacional, José Pedro Aguiar-Branco, na feira para fazer a apresentação do produto, que incorpora “tecnologia 100% portuguesa”, sublinhou.

Rodrigo Adão da Fonseca disse que o novo `drone´ está pronto para ser comercializado e admitiu a expetativa de se concretizarem alguns contratos mas frisou que o principal objetivo será demonstrar os avanços tecnológicos conseguidos.

A Tekever vai também apresentar o primeiro drone que resultou de uma parceria com um fabricante líder no mercado da América do Sul, adiantou.

Os dois drones irão durante a feira fazer demonstrações de voo em formação, operados pelo sistema de `software´ português.

Em 2012, a Tekever tinha apresentado em Farnborough o AR4, que foi utilizado em maio pela NATO na missão KFOR no Kosovo num treino cruzado com o mesmo tipo de veículos de fabrico norte-americano e alemão.

A empresa de manutenção e reparação aeronáutica civil e militar OGMA, detida a 65 por cento pelo Embraer, sendo os restantes 35 por cento do Estado português, vai também marcar presença na feira internacional.

A Farnborough International Airshow realiza-se de dois em dois anos desde 1948 naquela cidade dos arredores a sul de Londres, constituindo uma das feiras mais importantes da indústria da aviação na Europa.

A participação das empresas portuguesas foi organizada pela PEMAS, associação que agrega as indústrias portuguesas do setor da aviação, em colaboração com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Paris

A morte das catedrais

António Pedro Barreiro

A separação forçada entre a beleza e a Fé é lesiva para ambas as partes. O incêndio em Notre-Dame recorda-nos isso. Recorda-nos que as catedrais não são montes de pedras.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)