Seis em cada dez homens admitiram fazer ou já ter feito, em algum momento da sua vida, um tratamento de beleza e bem-estar. O número sobe para nove, no caso das mulheres.

Segundo um estudo da LetsBonus feito a mais de 1.000 inquiridos entre os 18 e os 65 anos, 63,29% dos homens já fizeram tratamentos de beleza, enquanto entre as mulheres a percentagem é de 91,55%.

O cabelo é a principal preocupação das mulheres. Nos serviços que mais gostam, destaca-se o cabeleireiro (81,46%), com corte, penteado e/ou cor incluídos. O mesmo não se pode dizer do público masculino, cujas preferências incidem nas massagens relaxantes e/ou terapêuticas (78,17%).

Ao todo, os portugueses gastam entre 10 a 50 euros do orçamento mensal em tratamentos de beleza (58,26% e 71,95%, homens e mulheres, respetivamente). Mas há exeções: enquanto 1,83% dos homens admite gastar entre 100 a 200 euros, 0,68% das mulheres diz dedicar mais de 200 euros. E porque o fazem? Neste ponto não há qualquer discordância, tanto eles como elas consideram fundamental ter boa aparência nos dias que correm, sendo que mais de 90% dos inquiridos de ambos os sexos considera que a boa imagem favorece a carreira profissional. Ainda assim, eles cuidam de si para agrado próprio (59,36%) e por também por questões de saúde (55,61%). Na esfera feminina, são sobretudo as razões estéticas que mandam (77,11%).

A altura ideal para realizar os tratamentos em causa também não levanta grandes dúvidas, até porque grande parte dos portugueses, tendo em conta a respetiva amostra, diz que o cuidado com a aparência deve ser considerado ainda antes do verão. E na hora de olharem uns para os outros, o sorriso é tido como a parte mais atraente numa pessoa, seguida dos olhos.