Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uma mulher foi detida no avião que seguia de Filadélfia, nos Estados Unidos, para Lisboa, por ter causado “grandes distúrbios” na viagem. Um dos passageiros a bordo filmou a detenção e colocou o vídeo no Youtube, que já soma quase 400 mil visualizações e 400 comentários.

No texto que acompanha o vídeo, Mike Irving explica que o voo 738 da US Airways já estava atrasado 45 minutos. Quando se preparava para deslocar, os incidentes começaram. A mulher passou pelo corredor a gritar que o avião não ia para o Brasil, mas para Portugal. “Parecia estar confusa”, relata. Acabaram por ficar em Filadélfia mais uma hora, até à detenção da passageira. Mike Irving colocou o vídeo no site já em Lisboa, na segunda-feira, e diz que “não esperava que se tornasse viral”.

No vídeo, não é possível ver os momentos antes da detenção. Mike Irving conta que os passageiros “não se sentiam confortáveis” com a atitude “estranha” da mulher, que “agia irracionalmente” enquanto gritava “sem qualquer pudor”. Os passageiros chamaram o comissário de bordo para o alertarem para a situação, tendo em conta que “estavam crianças no avião” e a mulher estava a usar “vocabulário desagradável”.

Foi algemada e “arrastada” para fora do avião, enquanto acusava os assistentes de bordo de “perseguição” e “racismo”. A polícia levou-a para um carro das forças policiais, que seguiu caminho. Depois, o passageiro perdeu-lhe o rasto. No Youtube, os comentários dividem-se. Alguns espetadores pedem “algum contexto” para perceberem o que realmente aconteceu, outros apressam-se a reprovar a atitude da mulher. “Espero que ela veja este vídeo daqui a uns anos quando sair da prisão”, diz um deles.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR