A gestora da bolsa portuguesa confirmou esta quarta-feira a saída do PSI 20 das ações do Banco Espírito Santo (BES), com efeitos a partir da próxima segunda-feira, ficando o principal índice com apenas 18 títulos. A Euronext Nyse já tinha tomado esta decisão na segunda-feira à noite, quando disse que seria confirmada até hoje, se até ao fecho das negociações não houvesse mais informações do regulador sobre a situação do BES.

O BES será retirado do PSI 20, o índice onde estão cotadas as maiores empresas portuguesas, a um preço de zero euros, que será tido como preço de referência para cálculos de carteira. Assim, já segunda-feira, o principal índice passa a ter 18 títulos, depois de a Euronext já ter anteriormente retirado do PSI 20 a Espírito Santo Financial Group (ESFG).

A negociação das ações do BES está suspensa desde sexta-feira, depois de terem atingido um novo mínimo histórico de 0,105 euros. A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) informou entretanto que está a investigar a negociação de títulos do BES, sobretudo na passada sexta-feira (01 de agosto), para verificar se houve utilização de informação privilegiada.

O BES, tal como era conhecido, foi extinto este fim de semana. O Banco de Portugal tomou conta da instituição fundada pela família Espírito Santo e anunciou a sua separação, ficando os ativos e passivos de qualidade num “banco bom”, denominado Novo Banco, e os passivos e ativos tóxicos num “banco mau” (bad bank).