Os juros da dívida de Portugal estavam esta quinta-feira inalterados a dois anos e a subir a cinco e a dez anos em relação a quarta-feira.

Cerca das 8h40 de esta quinta-feira, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a subir para 3,824%, contra 3,791% no encerramento da sessão de quarta-feira e depois de terem descido até aos 3,323% a 11 de junho, um mínimo desde outubro de 2005.

No prazo a cinco anos, os juros também estavam a subir, para 2,358%, contra 2,342% no final da sessão de quarta-feira e depois de terem descido até ao mínimo de sempre, de 2,027%, a 30 de julho.

A dois anos, os juros estavam inalterados em 0,712% face a quarta-feira, depois de terem terminado a 0,664% a 30 de julho, o valor mais baixo alguma vez registado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Banco Central Europeu (BCE) reúne-se esta quinta-feira para analisar a política monetária, estando os mercados a antecipar a manutenção das taxas de juros e a adoção de medidas de estímulo para combater o prolongamento das baixas taxas de inflação registadas na zona euro.

Na reunião mensal de julho, o Conselho de Governadores do BCE deixou inalteradas as medidas de política monetária anunciadas em junho.

A 05 de junho, o BCE tinha cortado a taxa de juro diretora em 0,10 pontos percentuais para o novo mínimo histórico de 0,15% e anunciou a realização de duas injeções de liquidez de longo prazo (quatro anos), em setembro e dezembro deste ano, no valor de 400 mil milhões de euros, destinadas a serem emprestadas pela banca a empresas e famílias. A 17 de maio, Portugal abandonou oficialmente o resgate sem qualquer programa cautelar.

O programa de ajustamento solicitado à ‘troika’ (Comissão Europeia, BCE e Fundo Monetário Internacional), no valor de 78 mil milhões de euros, esteve em vigor cerca de três anos.

Os juros da dívida soberana da Irlanda estavam hoje a subir a dois anos e a descer a cinco e a dez anos. Dublin terminou oficialmente, a 15 de dezembro passado, o programa de ajustamento solicitado em 2010 à ‘troika’, no valor de 85 mil milhões de euros.

Os juros de Itália e de Espanha estavam a descer em todos os prazos, bem como os Grécia a cinco e a dez anos, os únicos prazos disponíveis daquele país.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 8h40:

2 anos… 5 anos… 10 anos

Portugal

07/08….. 0,712……2,358….3,824

06/08….. 0,712……2,342….3,791

 

Grécia

07/08….. n disp…..4,992….6,533

06/08….. n disp…..5,010….6,535

 

Irlanda

07/08……0,052……0,852….2,243

06/08……0,051……0,859….2,255

 

Itália

07/08……0,497……1,312.…..2,808

06/08……0,505……1,315….2,809

 

Espanha

07/08……0,337……1,175….2,582

06/08……0,344……1,178….2,586

Fonte: Bloomberg Valores de ‘bid’ (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.