Bizarro mas possível. Há um aracnídeo , the lone star tick, ou em tradução livre a carraça de estrela solitária, que o pode impedir de comer carne. Esse animal, através de uma picada, pode tornar as pessoas alérgicas à carne vermelha, isto porque transporta um açúcar chamado alpha-gal que se encontra também presente na carne vermelha. Esse açúcar, que é inofensivo quando advém da ingestão de carne, pode tornar-se mortal para o corpo humano se o obtemos através da picada.

Nos Estados Unidos, os cientistas já identificaram o problema há alguns anos, mas só agora começaram a registar um crescente número de casos de pessoas infetadas. Após a picada, o sistema imunitário humano entra em colapso, desencadeando ataques alérgicos que podem, em última instância, ser mortais. Os sintomas imediatos são crises de comichão intoleráveis.

Erin McGintee, uma alergologista em Nova Iorque, disse à NBC News que já viu 200 casos e que se trata de uma situação que contraria o que aprendeu acerca de alergias. “Porque é que alguém se torna alérgica a carne se comeu carne durante toda a vida?”, interroga-se a especialista.

Os casos de pessoas picadas pelo aracnídeo têm-se sido registados nas zonas este e sul dos EUA e o Centro de Controlo e Prevenção de Doença recomenda a que sejam evitados lugares com denso arvoredo, pois é nesses locais onde habita o the lone star tick, ou carrapato de estrela solitária.

Algumas pessoas recuperam, outras permanecem alérgicas à carne. Ainda assim, como noticiou o Takepart.com, há pessoas que após terem sofrido sérios ataques de alergia resistem a voltar a ingerir carne vermelha – o que é compreensível.