O Canadá anunciou na passada terça-feira que vai doar à Organização Mundial de Saúde (OMS) até mil doses de um medicamento experimental contra o Ébola para a sua utilização nos países africanos mais afetados pelo surto infecioso.

A ministra da Saúde do Canadá, Rona Ambrose, disse em comunicado estar “satisfeita por oferecer a vacina experimental desenvolvida por investigadores canadianos para ajudar a lutar com o surto infecioso”. Rona Ambrose acrescentou que o Canadá vai doar entre 800 e 1.000 doses do medicamento, das cerca de 1.500 que detém.

O ministro da Saúde do Canadá precisou que a vacina, conhecida como VSV-EBOV, nunca foi testada nos seres humanos, apenas em animais, ainda que os resultados tenham sido animadores. “O Canadá acredita que esta vacina experimental é um recurso global, pelo que estamos a partilhá-lo com a comunidade internacional, uma vez que temos uma pequena quantidade no Canadá”, afirmou Rona Ambrose.