Reiniciaram-se no Cairo as negociações patrocinadas pelo Egipto, depois de o cessar-fogo se ter aguentado apesar de um início de dia com trocas de fogo entre Israel e o Hamas. Quatro ataques aéreos israelitas foram sentidos em Gaza, pouco tempo depois de terem sido lançados vários rockets. Tudo se passou pouco depois de terminado o cessar-fogo de três dias na região, entretanto prolongado por mais cinco dias.

O período de cessar-fogo entre Israel e o movimento islâmico palestiniano Hamas foi esta quinta-feira prolongado por cinco dias, anunciou o Egito, que já tinha conseguido viabilizar um primeiro período de tréguas de 72 horas.

Israel e o Hamas haviam aceitado no domingo uma proposta de cessar-fogo de 72 horas em Gaza, que acabou esta noite, às 00h01 locais, 22h01 de Lisboa.

A proposta partiu do Egito e, em comunicado, Israel anunciou que “respondeu positivamente ao pedido para um novo cessar-fogo de 72 horas”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O novo cessar-fogo esta quinta-feira anunciado pelo Egito deverá acabar na noite de segunda-feira. O conflito entre Israel e o Hamas já fez perto de 2.000 mortos desde 8 de julho, sendo que as vítimas são na maioria civis palestinianos.