Cada ação da holding que gere os investimentos de Warren Buffett atingiu, nesta quinta-feira, na bolsa de Nova Iorque, a cotação de 200 mil dólares [145 mil euros]. O número é um recorde histórico para a empresa que o terceiro homem mais rico do Mundo, de acordo com a revista Forbes, ergueu durante as últimas cinco décadas.

O valor de cada título da Berkshire Hathaway, que seria suficiente para comprar um apartamento com dois quartos na Avenida de Roma, em Lisboa, de acordo com uma consulta ao portal Sapo, chegou a atingir mais de 201 mil dólares. Atirou a capitalização bolsista da empresa para 327,8 mil milhões de dólares, cerca de 237,4 mil milhões de euros, valor que permitiria pagar toda a dívida pública portuguesa registada em maio de 2014. E ainda sobrariam 12,9 mil milhões de euros.

Com este desempenho, assinala a Reuters, a holding de Buffett posicionou-se como a quarta maior firma entre as que integram o índice de referência do mercado norte-americano, S&P 500. A cotação da empresa liderada pelo “oráculo de Omaha” saltou para o dobro desde que, em 5 de outubro de 2006, chegou aos 100 mil dólares. Esta subida de 100% superou o comportamento daquele indicador que, no mesmo período, trepou “apenas” 44%.

Warren Buffett, que completará 84 anos a 30 de agosto próximo, comanda um conglomerado que prossegue atividades em mais de 80 setores, incluindo posições de relevo na Coca-Cola e no banco Wells Fargo & Co. É conhecido pela disciplina e o método com que toma decisões de investimento, centrados numa visão de longo prazo e em princípios tão simples quanto aquele que aconselha a que não se aplique dinheiro em negócios que não se consegue compreender.

No segundo trimestre de 2014, recorda a Reuters, a Berkshire Hathaway, que começou por ser uma empresa do setor têxtil, registou lucros de 6,4 mil milhões de dólares [4,6 mil milhões de euros] e um volume de vendas de 49,76 mil milhões de dólares [36 mil milhões de euros]. Apesar do preço-recorde alcançado, a Reuters sublinha que as ações da empresa estão a ser trocadas em bolsa a cotações consideradas “moderadas”, já que a relação entre a cotação e o valor contabilístico permanece em 1,4.

O bilionário, que já afirmou que ter lido o livro “The Intelligent Investor”, de Benjamin Graham, foi o melhor investimento que realizou na vida, tem doado, desde 2006, parte da sua fortuna e de ações da Berkshire a diversas causas, mas ainda está na posse de cerca de um quinto do capital da holding. A Forbes calcula a fortuna atual de Buffett em 65,3 mil milhões de dólares, 47 mil milhões de euros, o que o coloca atrás de Carlos Slim e de Bill Gates no ranking das pessoas mais prósperas do planeta.

Num artigo publicado no Business Insider, são destacados 17 factos sobre Warren Buffett e a sua fortuna que prometem deixar os leitores estupefactos. Entre estes, conta-se que 99% da riqueza do investidor foi acumulada depois de ter feito 50 anos, que em 2013 ganhou 37 milhões de dólares por dia [26,8 milhões de euros] e que alguém que tenha aplicado mil dólares na Berkshire em 1964, ano em que Buffett passou a ser o acionista maioritário, teria, hoje em dia, 10,5 milhões de dólares [7,6 milhões de euros].