O Novo Banco vai lançar uma campanha publicitária com a nova imagem a partir da próxima sexta-feira e irá de seguida começar a alterar a imagem em todos os balcões, segundo o líder do banco, Vítor Bento. A campanha publicitária irá decorrer na rádio e na imprensa e a mudança da totalidade dos balcões irá decorrer posteriormente, seguindo uma imposição dos reguladores que obriga a que a mesma ocorra no prazo de dois meses de forma a fazer desaparecer a marca BES do Novo Banco.

A campanha ficará a cargo da agência BBDO, que já tinha a conta do Banco Espírito Santo (BES). A criação do Novo Banco decorre da divisão do BES num “banco mau” e no Novo Banco. Na noite de domingo, 3 de agosto, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES e anunciou a separação da instituição em duas.

O “banco mau” ficou com os ativos e passivos tóxicos do antigo BES e, apesar de se continuar a chamar BES, não tem licença bancária e está em liquidação. É também neste banco que ficam os cerca de 30 mil acionistas do BES, que deverão perder tudo ou quase tudo o que investiram. Já no “banco bom”, o Novo Banco, ficaram os ativos e passivos considerados não problemáticos do ex-BES, recebendo esta nova instituição financeira uma capitalização de 4,9 mil milhões de euros através do Fundo de Resolução bancário.