O grupo extremista islâmico Boko Haram tomou a cidade de Buni Yadi, no estado de Yobe, no nordeste da Nigéria, afirmaram hoje cidadãos que fugiram da cidade e também um responsável político local.

“Não há soldados em Buni Yadi e, segundo os moradores, os militantes do Boko Haram vão e vêm como bem entendem”, disse à agência de notícias AFP, Abdullahi Bego, porta-voz do governador do estado de Yobe.

De acordo com os habitantes, que fugiram da cidade nos últimos dias, os combates em torno de Buni Yadi acontecem desde o final de julho, e os extremistas islâmicos finalmente tomaram o prédio da autarquia, no qual foi hasteada a bandeira dos rebeldes.

Os habitantes testemunharam execuções sumárias, nomeadamente de duas pessoas que fumavam cigarros, e pilhagens pelos militantes do Boko Haram.

A cidade de Buni Yadi, situada a 60 quilómetros de Damaturu, capital do estado de Yobe, já havia sido atacada diversas vezes este ano pelos rebeldes islâmicos do Boko Haram.

Em finais de fevereiro, os rebeldes atacaram, em plena noite, um dormitório de um liceu e massacrou os alunos, matando 43 pessoas no total.

Segundo a ONU, o Boko Haram tomou o controlo das cidades de Damboa e Gwoza, no estado vizinho de Borno, nas últimas semanas. O exército nigeriano disse ter retomado Damboa, mas a informação não foi confirmada de forma independente.