Igualdade de Género

Bonecas com profissões ligadas à ciência e à tecnologia querem inspirar as crianças

491

Se os brinquedos influenciam o desenvolvimento das crianças, a nova start up Miss Possible quer levar às raparigas bonecas inspiradas em mulheres que chegaram longe na ciência, como Marie Curie.

©Divulgação

A igualdade de género está cada vez mais presente nas lojas de brinquedos. Depois de este mês ter chegado às lojas o kit da Lego com uma paleontologista, uma astrónoma e uma química, uma nova empresa chamada Miss Possible criou bonecas com profissões ligadas à ciência, à tecnologia, à engenharia e à matemática.

“Bonecas e atividades que capacitam as raparigas para sonharem alto”. O lema da start up norteamericana Miss Possible quer levar às lojas bonecas que não são só princesas nem servem apenas para cozinhar, trocar de roupa e fazer penteados. Supriya Hobbs e Janna Eaves, duas antigas estudantes de engenharia da Universidade de Illinois, criaram as bonecas Marie Curie, inspirada na cientista vencedora de um Nobel da física e outro da química, Bessie Coleman, primeira mulher afro-americana a tornar-se piloto nos Estados Unidos e Ada Lovelace, matemática e escritora que foi a primeira mulher a programar um computador.

As três escolhas iniciais representam a mudança nas “oportunidades que as raparigas vêem para si”, pode ler-se na página. As criadoras da Miss Possible querem que as crianças tenham contacto com mulheres que alcançaram grandes feitos, para que lhes sirvam de modelo. “Estamos a começar com ciência, tecnologia, engenharia e matemática porque estes campos têm extrema necessidade de mais mulheres, mas isto é só o começo”. O plano é mostrar às crianças do sexo feminino que é possível mudarem o mundo de diferentes maneiras porque “para as raparigas, hoje em dia, tudo é possível”.

Numa entrevista ao site Mic, Supriya, que é filha de dois químicos, conta que brincou com Barbies, mas também com Legos. A ideia não é dizer não a brinquedos ditos femininos, mas sim balançar os dois mundos. Até porque, como estudante de engenharia, muitas vezes se questionou porque é que a sala de aulas do curso tinha muito mais rapazes.

As bonecas só começam a ser vendidas em 2015 e também vão ter aplicações com atividades para as crianças fazerem com as bonecas. Há vários estudos que provam a influência que os brinquedos e as brincadeiras têm no desenvolvimento da criança, por isso nunca se sabe se a próxima Marie Curie não brincou com uma boneca cientista quando era pequena.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)