Em dez anos, muito mudou na composição da despesa e receita do Estado — mas foi nos últimos anos que as maiores alterações se tornaram visíveis. Olhe para a fatura dos juros da dívida, também para a evolução dos gastos sociais, depois para a despesa com pessoal ou com custos intermédios. Passe os olhos também pelos impostos. E perceba melhor o que é isto a que chamamos o Orçamento do Estado. Basta clicar nos “mais”.  

[infographic_oe2015_balance]