Legionela

Já tiveram alta 87 doentes infetados com Legionella

O número de doentes com alta tem vindo a subir ao longo dos útimos dias, à medida que tem decrescido o número de novos casos de infeção por Legionella.

A grande maioria de casos de infeção concentra-se na região de Lisboa e Vale do Tejo

João Relvas/LUSA

Autor
  • Marlene Carriço

Dos 331 doentes internados até ao momento, infetados com Legionella, 87 já tiveram alta dos hospitais onde estiveram a ser tratados, informou esta tarde a direção-geral da Saúde (DGS), num comunicado conjunto com o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS LVT).

Ao todo, desde o dia 7 de novembro, as autoridades de saúde já confirmaram 331 casos de infeção: 322 na região de Lisboa e Vale do Tejo, três na região Norte, cinco na região Centro e um na região do Algarve. Desses, 85 já tiveram alta na região de Lisboa e Vale do Tejo, um na região Norte e um outro no Algarve.

O número de óbitos mantém-se: são oito as mortes confirmadas por Doença dos Legionários, sendo que os doentes têm idades compreendidas entre os 52 e os 89 anos (seis homens e duas mulheres). A taxa de letalidade estimada até ao momento é de 2,4%.

As autoridades de saúde reiteram que “o surto esteja controlado” e que a “rede hospitalar da Região de Lisboa e Vale do Tejo funciona permanentemente”, estando garantidos quaisquer cuidados.

Entretanto o Ministério Público já entrou em cena e está a investigar eventual crime, uma vez que, de acordo com as análises feitas pelo Instituto Ricardo Jorge, a origem do surto estará relacionada com aerossóis lançados por uma ou mais empresas do concelho de Vila Franca de Xira, o epicentro deste surto.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Elogio da Água

Carlos Lemos

Esta água é a mesma que vem das chuvas: a água que cria, que revitaliza, que regenera. Imagem perfeita do devir e do retorno, a água retoma o seu ciclo, na viagem que empreende entre o Céu e a Terra.

Crónica

A Parábola, a Pintura e o Pródigo

Filipe Samuel Nunes

O Filho Pródigo de Rembrandt alerta que a diferença masculino/feminino é essencial no quotidiano. E que os desdobramentos desta complementaridade nos comportamentos são absolutamente desejáveis.

PSD

Um eleitor de direita em 2019 /premium

João Marques de Almeida

Rui Rio comete um erro enorme: pretende impor uma pureza ideológica que o PSD nunca teve. Não há qualquer problema no PSD ser também social democrata. O problema é o PSD ser apenas social democrata.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)