A moção E, “Bloco plural, fator de viragem”, encabeçada pelo líder parlamentar bloquista, Pedro Filipe Soares, elegeu 262 delegados à IX Convenção do partido, ligeiramente acima dos 256 delegados alcançados pela moção dos atuais coordenadores.

De acordo com dados publicados no portal www.esquerda.net, a moção que disputa a atual coordenação e é apoiada por grande parte da tendência UDP conseguiu eleger mais seis delegados do que o segundo texto mais votado, a “Moção unitária em construção”, de João Semedo e Catarina Martins.

Já a moção B, “Refundar o Bloco na luta contra a austeridade” elegeu 44 delegados, a moção R, “Reinventar o Bloco”, 38 delegados, e a moção A, “Uma resposta de esquerda”, oito delegados, enquanto as plataformas políticas locais que concorreram na Moita e em Famalicão alcançaram dois e sete delegados, respetivamente.

Nesta eleição dos delegados à IX Convenção Nacional do BE, que decorreu durante o fim de semana em todo o país e nas regiões autónomas, “votaram 2.653 aderentes na eleição, maior participação de sempre numa eleição deste tipo”, refere a nota publicada no ‘site’ esquerda.net.