Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

José Sócrates receberá nos próximos dias a visita do candidato socialista a primeiro-ministro. António Costa disse ao Expresso na quinta-feira que “hei de ir durante as férias de Natal. Com certeza que irei”. Será uma visita feita a “título pessoal” e António Costa está confiante de que encontrará uma forma “privada” de visitar o ex-primeiro-ministro ao Estabelecimento Prisional de Évora.

Só me ficaria mal se não fosse. Você não faria o mesmo se um amigo seu fosse preso?”, perguntou António Costa ao jornalista do Expresso. A declaração foi feita na quinta-feira, dia em que António Guterres foi a Évora visitar José Sócrates.

O Expresso adianta, também, este sábado, que José Sócrates vai permanecer preso, pelo menos, mais dois meses. O recurso do advogado João Araújo à medida de coação (prisão preventiva) está quase pronto, diz o jornal, e deverá ser apresentado ao Tribunal Central de Instrução Criminal no início da próxima semana. O Ministério Público terá, depois, 30 dias para apresentar contra-alegações e, só após esse momento o caso chega ao Tribunal da Relação de Lisboa. Este terá, também, 30 dias para decidir.

Os outros dois presos preventivos, Carlos Santos Silva (o amigo de infância de José Sócrates) e o motorista João Perna, também estão a recorrer da medida de coação.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR