Isabel dos Santos precisou apenas de algumas horas para reagir ao comunicado emitido ao final da noite de terça-feira pela administração da PT SGPS. A empresária angolana acusa a empresa de estar a tratar os acionistas de forma “brutal” e “desleal” pela marcação “apressada” de uma assembleia-geral para discutir a venda da PT Portugal à francesa Altice. Um “negócio opaco”, acusa Isabel dos Santos.

Fonte próxima da empresária angolana disse ao Jornal de Negócios e ao Diário Económico que Isabel dos Santos vai “estudar minuciosamente o comunicado apresentado pelo Conselho de Administração da PT SGPS e que conta divulgar os “comentários aprofundados” num dos próximos dias“. Nesse comunicado, a administração da PT SGPS dizia que “não são suficientemente claros os objetivos pretendidos” por Isabel dos Santos.

Isabel dos Santos deixa, desde já, várias críticas. “O pedido de marcação apressada de apenas uma dessas assembleias gerais, exatamente aquela que tem por único objetivo garantir um encaixe financeiro à companhia brasileira Oi, é uma tentativa desleal de condicionar as opções dos acionistas da PT SGPS e mais um sinal da forma brutal como os mesmos estão a ser tratados neste negócio opaco“.

A empresária angolana defende que “aos acionistas da PT SGPS deverá ser dada a oportunidade, em assembleias gerais coincidentes na data de se pronunciarem em alternativa pelo consentimento à venda e desmantelamento da PT ou pela nossa [Terra Peregrin] OPA que mantém a unidade da empresa tão importante para a economia e o emprego de Portugal”. Isabel dos Santos acrescenta que “a análise do conselho de administração da PT SGPS incide essencialmente na questão do preço, sobre o qual o mercado deverá ter a última palavra, e não valoriza convenientemente o projeto empresarial subjacente à OPA, o qual passa pela manutenção do grupo Portugal Telecom com centro de decisão em Portugal“.

O conselho de administração da Oi já aprovou a proposta da francesa Altice para comprar a PT Portugal, mas esta eventual venda terá de ser aprovada pelos acionistas da PT SGPS em assembleia-geral.