No dia 5 de dezembro a cápsula Orion foi lançada para o espaço – até aos 5.800 quilómetros de distância – para um voo teste de quatro horas e meia. O voo foi não tripulado, mas agora a agência espacial norte-americana (NASA) divulgou o vídeo da reentrada na atmosfera terrestre. Vendo-o, pode sentir-se como um astronauta no regresso a casa.

São cerca 10 minutos que medeiam a viagem da cápsula Orion, que um dia se espera que leve o homem a Marte, entre a parte mais externa da atmosfera da Terra e a queda no Oceano Pacífico. À medida que a cápsula entra na atmosfera terrestre a 20 mil milhas por hora (cerca de 32 mil quilómetros por hora), a fricção com a cápsula provoca o aumento da temperatura e os gases tornam-se incandescentes. Passou o teste de fogo.

Sujeitar a cápsula a uma velocidade de 32 mil quilómetros por hora e a uma temperatura de quatro mil graus Fahrenheit (cerca de 2.200º C) foi apenas um teste inicial para perceber como reagem os sistemas da Orion, lê-se no comunicado da NASA. Nas missões futuras a Orion vai experimentar velocidades e temperaturas bem maiores à medida que se for afastando para distâncias maiores.

Cerca de cinco minutos antes de cair na água, os paraquedas disparam para reduzir a velocidade para os 20 milhas por segundo (cerca de 32 quilómetros por hora). Nos últimos segundos cai na água e os salpicos cobrem a janela da tripulação através da qual o vídeo foi registado. A cápsula foi resgatada do oceano pela marinha norte-americana.

Atualizado: a velocidade foi corrigida