504kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

A prenda de Natal de Georgie, três anos, foi andar pela primeira vez (com vídeo)

Este artigo tem mais de 5 anos

Rapaz britânico sofre de atraso geral no desenvolvimento e nunca tinha andado. Com recurso a tecnologia da NASA, Georgie deu 11 passos. Possivelmente, os primeiros de muitos.

Georgie Craig, três anos
i

Georgie Craig, três anos

Retirado do Facebook "Go Georgie Go"

Georgie Craig, três anos

Retirado do Facebook "Go Georgie Go"

Georgie Craig tem três anos e recebeu um presente de Natal maior do que poderia esperar. O menino britânico sofre de atraso geral no desenvolvimento, o que o impede de estar em pé ou andar. Mas, a 24 de dezembro passado, Georgie conseguiu andar pela primeira vez – e com a ajuda de tecnologia usada por astronautas.

Quando as opções da saúde convencional se esgotaram, conta o Metro, os pais de Georgie decidiram investigar e descobriram que existe um tratamento que recorre a um fato usado pelos astronautas da NASA quando regressam de missões no espaço. O objetivo do fato, quando usado pelos astronautas, é ajudá-los a reganhar músculo e a aumentar a força da coluna.

A Georgie, o fato ajudou-o a dar os primeiros 11 passos da sua vida. “Quando tudo isto começou não fazíamos ideia o que iria acontecer com o Georgie”, relata Naomi Jamieson, mãe do rapaz. “Ouvir uma especialista dizer-nos que tem a certeza de que ele vai voltar a andar… é importantíssimo para nós”, acrescentou.

A terapia com o fato, chamado Therasuit, começou no início de dezembro, e nem sempre foi fácil. Segundo os pais, “estar com o fato vestido é o equivalente a correr a maratona”. Poucos minutos depois de vestir o Therasuit, o cérebro de Georgie começa a perceber que músculos deve usar para fazer movimentos. Tudo é feito de modo a que o menino não se aperceba de que está a fazer fisioterapia e pense que se trata só de brincadeira.

“Só lhe queremos dar uma melhor qualidade de vida”, resumiu a mãe. Existe uma página na internet onde é possível fazer doações para que o tratamento do pequeno Georgie continue. Os pais esperam conseguir angariar 20 mil libras (pouco mais de 25 mil euros).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.