Dark Mode 196kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

A prenda de Natal de Georgie, três anos, foi andar pela primeira vez (com vídeo)

Este artigo tem mais de 5 anos

Rapaz britânico sofre de atraso geral no desenvolvimento e nunca tinha andado. Com recurso a tecnologia da NASA, Georgie deu 11 passos. Possivelmente, os primeiros de muitos.

i

Georgie Craig, três anos

Retirado do Facebook "Go Georgie Go"

Georgie Craig, três anos

Retirado do Facebook "Go Georgie Go"

Georgie Craig tem três anos e recebeu um presente de Natal maior do que poderia esperar. O menino britânico sofre de atraso geral no desenvolvimento, o que o impede de estar em pé ou andar. Mas, a 24 de dezembro passado, Georgie conseguiu andar pela primeira vez – e com a ajuda de tecnologia usada por astronautas.

Quando as opções da saúde convencional se esgotaram, conta o Metro, os pais de Georgie decidiram investigar e descobriram que existe um tratamento que recorre a um fato usado pelos astronautas da NASA quando regressam de missões no espaço. O objetivo do fato, quando usado pelos astronautas, é ajudá-los a reganhar músculo e a aumentar a força da coluna.

A Georgie, o fato ajudou-o a dar os primeiros 11 passos da sua vida. “Quando tudo isto começou não fazíamos ideia o que iria acontecer com o Georgie”, relata Naomi Jamieson, mãe do rapaz. “Ouvir uma especialista dizer-nos que tem a certeza de que ele vai voltar a andar… é importantíssimo para nós”, acrescentou.

A terapia com o fato, chamado Therasuit, começou no início de dezembro, e nem sempre foi fácil. Segundo os pais, “estar com o fato vestido é o equivalente a correr a maratona”. Poucos minutos depois de vestir o Therasuit, o cérebro de Georgie começa a perceber que músculos deve usar para fazer movimentos. Tudo é feito de modo a que o menino não se aperceba de que está a fazer fisioterapia e pense que se trata só de brincadeira.

“Só lhe queremos dar uma melhor qualidade de vida”, resumiu a mãe. Existe uma página na internet onde é possível fazer doações para que o tratamento do pequeno Georgie continue. Os pais esperam conseguir angariar 20 mil libras (pouco mais de 25 mil euros).

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.