O lado norte-americano da Estação Espacial Internacional foi esta quarta-feira selado depois de ter sido registada uma alteração da temperatura e pressão na secção norte-americana, que poderia estar associada a uma fuga de amoníaco, conta o Guardian. A tripulação, composta por dois americanos e uma italiana, está fora de perigo. Controladores continuam ainda a tentar perceber se há fuga de amoníaco, um gás incolor formado pela combinação de azoto e hidrogénio, ou se foi falso alarme.

Os dois norte-americanos e o italiano tiveram de se mudar para a secção russa da estação, onde já estavam outros três astronautas. “A segurança da equipa foi preservada graças à troca de ações dos cosmonautas, astronautas e as equipas em Moscovo e Houston”, disse à NBC o chefe da missão russa, Maksin Matyushin. A mesma fonte admitiu que, na pior das hipóteses, poderiam estar perante um caso de fuga de amoníaco.

A última publicação da NASA no Twitter confirmava as informações da evacuação da secção norte-americanas, embora negue, até ao momento, sinais de fuga de amoníaco, garantindo que os controladores continuarão a avaliar a situação. “A substância tóxica foi emitida para a atmosfera da estação através do sistema de refrigeração”, confirmou a NASA, citada pela France 24. O Guardian explica ainda que o sistema de refrigeração contém um sistema com amoníaco, que “absorve” o calor do equipamento da estação para depois expulsá-lo da mesma, através de radiadores gigantes.

Por sua vez, a NBC lembra um episódio que remonta a maio de 2013, numa altura em que a mesma estação teve de ser evacuada por uma real fuga de amoníaco. Na altura, os astronautas da NASA Tom Marshburn e Chris Cassidy ficaram encarregues de sair da estação espacial e, durante seis horas, tentar encontrar a origem da fuga e, se possível, resolver o problema.

Voltando ao que aconteceu esta quarta-feira, a tripulação ficará o resto do dia na secção russa, enquanto a zona norte-americana não esteja pronta para reabrir. “Não há nada que possam fazer. Aproveitem a vossa folga improvisada”, disse Jim Kelly, de Houston, aos astronautas.