O líder norte-coreano, Kim Jong-un, supervisionou um exercício militar junto à fronteira marítima com a Coreia do Sul, informou hoje a agência estatal da Coreia do Norte.

A manobra, simulando um ataque e a tomada de uma ilha sul-coreana, surge numa altura de crescente tensão na península devido aos exercícios militares conjuntos anuais dos Estados Unidos e Coreia do Sul, os quais devem arrancar no início do próximo mês.

Unidades de artilharia juntaram-se às tropas que participaram na manobra realizada nos ilhotes de Mu e Jangjae, a poucos quilómetros da fronteira marítima com o Sul no Mar Amarelo, segundo a KCNA.

As unidades que o líder norte-coreano visitou realizaram, em 2010, um ataque sobre Yeonpyeong, que foi o primeiro e o único bombardeamento norte-coreano contra a Coreia do Sul desde o fim da Guerra da Coreia (1950-1953) e causou a morte a quatro sul-coreanos, dois deles civis.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Kim Jong-un já tinha visitado Mu e Jangjae em 2012, altura em que outorgou o título de herói nacional ao destacamento militar fronteiriço.

O regime norte-coreano não reconhece a Linha Limite do Norte (LLN), traçado da fronteira marítima do Mar Amarelo, definida pelas Nações Unidas após a Guerra da Coreia (1950-1953).