Alimentação

Cinco cafés por dia não sabe o bem que lhe fazia

14.819

Um grupo de cientistas independentes entregou um relatório ao Governo americano com novas propostas alimentares. Entre elas consta o consumo de café e os seus benefícios.

Kevork Djansezian/Getty Images

Autor
  • Carolina Santos

Há quem defenda que o café é o elixir da vida e a verdade é que é amado por muitos. Que o digam os cerca de 80% de portugueses que bebem café diariamente, e que o bebem cada vez mais, segundo dados da European Coffee Federation. Para esses milhões, temos boas notícias: estudos recentes mostram que beber café é mais saudável do que se pensa.

Os membros do grupo The Dietary Guidelines Advisory Committee — composto por cientistas que sugerem mudanças alimentares às agências americanas, levando a alterações nos programas alimentares e na comida que é servida nas cantinas das escolas — tiveram no café um assunto tabu durante anos, mas eis que este ano resolveram debruçar-se sobre o potencial da bebida e dar uma alegria a quem tem o vício da bica.

Segundo o estudo publicado na revista Esquire, os cientistas dizem ter encontrado “provas fortes” de que três a cinco cafés por dia, ou o equivalente a 400 miligramas de cafeína, não trazem mal ao mundo, muito menos à sua saúde. Ficou provado que o café pode reduzir os riscos de vir a ter diabetes tipo 2, doenças de coração e Parkinson.

Tom Brenna, membro do comité e nutricionista na Universidade de Cornell, disse à Bloomberg que “não quer dar a entender que o café cura o cancro”, mas “não há provas de que aumente o risco”.

A partir de agora, acabaram-se as desculpas para não ir beber aquele café a mais com os amigos, para não estudar ou para não trabalhar até tarde. Sempre que precisar de ficar acordado, aposte no expresso sem receios. O café consumido, no entanto, não deve ter a adição de corantes nem conservantes, ou seja, açúcar, natas ou leite, que devem ser consumidos moderadamente.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Demografia

Envelhecimento e crescimento económico /premium

Manuel Villaverde Cabral

Nada é mais importante para países como Portugal do que o imparável envelhecimento da população e as suas consequências a todos os níveis da sociedade, da saúde ao potencial de crescimento económico.

Crónica

Amorfo da mãe /premium

José Diogo Quintela

O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)