O político da oposição russa Boris Nemtsov foi morto esta sexta-feira no centro de Moscovo, avançam a BBC e a AFP.

Boris Nemtsov estava junto ao Kremlin, acompanhado por uma mulher, quando “várias pessoas” saíram de dentro de um carro e o alvejaram, segundo o site noticioso Meduza. De acordo com a agência noticiosa russa Interfax, um atacante não identificado disparou quatro vezes sobre Nemtsov.

Durante a presidência de Boris Ieltsin, Boris Nemtsov foi vice primeiro-ministro. Como governador da cidade de Nizhny Novgorod ganhou a reputação de reformador económico. Quando Putin sucedeu a Ieltsin, Nemtsov tornou-se um importante político da oposição. Em 2003 deixou o parlamento russo e fundou uma série de partidos e organizações políticas. O último foi o Partido Republicano da Rússia.

No seu último tweet, publicado esta sexta-feira, Boris Nemtsov fez um apelo à oposição russa para que esta se unisse numa marcha contra a guerra da Ucrânia que teria lugar este domingo.

“Se são a favor de travar a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, se são a favor de parar a agressão de Putin, juntem-se à marcha da primavera no dia 1 de março em Maryino [Moscovo]”, pode ler-se.