Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um novo estudo realizado por uma equipa de investigadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos da América, publicado pela revista PlosOne, sugere que os alimentos altamente processados — como a pizza, o chocolate ou os gelados — podem ter algo que os torna realmente viciantes.

O grupo de investigadores recrutou 120 estudantes universitários, especialistas em fast-food, e pediu-lhes para preencherem uma versão da “Yale Food Addiction Scale”, uma escala que mede os “comportamentos alimentares viciantes”, refere o Mic. Preenchida a escala, foi-lhes pedido que, de entre uma lista de 35 alimentos, escolhessem aqueles que estavam mais associados a comportamentos aditivos. Dos 35, 18 eram alimentos altamente processados, como a pizza, o chocolate ou as batatas fritas, e os restantes eram alimentos naturais, como as bananas, as cenouras ou as nozes.

Avaliados os questionários, os cientistas elaboraram uma lista com as dez comidas mais viciantes. Composta na totalidade por alimentos altamente processados, tem no top as pizzas, os chocolates e as batatas fritas. Contudo, apenas 7% dos estudantes inquiridos foram considerados pelos investigadores como “viciados”. Apesar disso, cerca de 92% admitiu querer parar de comer estes alimentos, mas disse não ser capaz de o fazer.

comida-viciante

Para confirmar os resultados deste primeiro estudo, a equipa decidiu realizar um segundo questionário. Através do Amazon Mechanical Turk, uma plataforma que pretende fazer questionários online, foi perguntado a mais 398 participantes se tinham um problema de adição com alguns dos 35 alimentos da lista. Os alimentos processados voltaram a ganhar. Porém, ao contrário do primeiro estudo, a percentagem de “viciados” foi superior — cerca de 10%.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

De acordo com o estudo, os alimentos altamente processados têm algumas características em comum com as drogas, o que faz com que estes sejam tão “viciantes”. À semelhança das drogas, alimentos como as pizzas ou os chocolates, contêm doses altamente concentradas de certas substâncias potencialmente aditivas, que são rapidamente absorvidas pelo corpo. Quando mais concentrada é a dose, mais “viciante” ela é. Os gelados, por exemplo, contêm uma grande concentração de açúcar, que é muito maior do que a existente em alimentos não processados como as frutas.