As pancadas de Molière foram trocadas por uma voz que pede aos espectadores que desliguem os telemóveis e qualquer aparelho sonoro. É assim que se dá início a uma peça de teatro hoje em dia. Mas o mais recente incidente durante a exibição de Cyrano de Bergerac, em que o ator Diogo Infante teve de interromper a atuação porque uma espectadora estava a enviar mensagens com o telemóvel, mostra que talvez seja melhor lembrar o que deve e não deve fazer no teatro.

Ficam aqui dez regras, para ser um espetador exemplar.

1. Não coloque o telefone no silêncio. Desligue-o mesmo.

Quando Diogo Infante interrompeu a peça, não havia nenhum telefone a tocar, mas a luz conseguiu desconcentrar o ator. Vá lá, são só algumas horas sem o telemóvel.

2. Desligue todos os aparelhos sonoros

Ainda tem daqueles relógios dos anos 1990? Então tire-lhe a pilha. As pessoas querem ouvir o guião e não o sinal de quando muda a hora.

3. Não se atrase

Até porque provavelmente não vai conseguir entrar. Em Portugal, as portas têm por hábito fechar e não abrir até ao intervalo.

4. Vá à casa de banho antes da peça

Ninguém o quer ver de pé a distrair a plateia e os atores, com a possibilidade de ter que levantar uma fila inteira só para chegar à porta.

5. Não coma, nem beba

Além se ser proibido na maioria das salas portuguesas, o bilhete não inclui ouvi-lo mastigar ou sentir o odor do seu snack.

6. Não faça comentários para o lado

Espere pelo intervalo para conversar, ou para explicar um diálogo mais difícil. Se o seu companheiro lhe fizer uma pergunta leve o dedo à boca de forma a que ele perceba que não é o local indicado para falar, sugere o site Whats on stage.

7. Não fale durante a música de abertura

Não está a ver televisão, a música já faz parte da peça. É um momento de concentração e que indica o início do espetáculo.

8. Se souber as letras, não acompanhe a música

Já sabe que não deve falar, mas deve saber, também, que não é para cantar. O teatro é para ouvir quem está em palco e não o contrário.

9. Partilhe o apoio do cotovelo

Sim, há um no meio de cada cadeira, só tem direito a um e não a dois.

10. Não fotografe ou grave a peça

Se quer recordar o momento mais tarde, guarde o bilhete e confie na sua memória. E também como vai tirar fotografias ou gravar sem desobedecer às regras um e dois?