O Congresso norte-americano aprovou na terça-feira o orçamento do Departamento de Segurança Interna, permitindo o financiamento da agência após meses de conflito político.

Com 257 votos contra 167, a Câmara dos Representantes aprovou as contas do Departamento de Segurança Interna até ao final do ano fiscal, 30 de setembro, autorizando 39,7 mil milhões de dólares (35,5 mil milhões de euros), uma proposta aprovada na semana passada pelo Senado e que agora vai seguir para o Presidente Barack Obama, para ser assinada.

“Para garantir que os americanos que protegem o nosso país e o nosso povo têm os recursos que precisam para fazer um bom trabalho, ratificarei este diploma, assim que o receber”, disse Obama.